WhatsApp: (66) 84086967

Recomende

Instagram

Seguir no Facebook

Mensagens Bonitas De Amor Para Celular

No meu cobertor quentinho
cheio de carinho e expectativas
ainda existe um coração que
passa frio, esperando apenas o
momento certo para se aquecer.
Pena que esse momento certo
sempre vem acompanhado de
um momento errado e
passageiro, e o que se tornava
quente volta assim a se tornar
frio de novo. Um dia eu abro
mão desses cobertores, dessas
pessoas, desses toques, dessas
peles, desses falsos sorrisos e
dessas falsas paixões, mas hoje
eu só quero ficar assim,
encolhido embaixo desse
cobertorzinho e abraçado ao
meu travesseiro como se fosse
meu maior confidente e ombro
amigo. Só ele sabe o quanto já
dormi chorando e só ele sabe
que existe uma coisa que nem a
mais quente das cobertas pode
aquecer: a saudade. É cobertor
parece que as noites serão
longas para nós, ainda mais
quando ao olhar pra você me
lembro de um alguém que hoje
em dia não pode mais comigo
acordar. Nesse meu cobertor
ainda existe tanto amor… Ainda
existe tanto de você nele que
fica difícil não querer voltar
aquele momento, onde fazíamos
coisas simples e sem graça mas
que pareciam perfeitas quando
estávamos frente a frente, rosto
a rosto, alma a alma. O frio
chegou e mais uma vez me fez
lembrar você. Olhei aquela
mesma cama onde juntos
passamos tantos bons
momentos e simplesmente sorri.
Sorri porque nele ainda existe
aquele cobertor. Aquele
cobertor danado que se mexia
tanto de madrugada e que hoje
permanece imóvel como essa
lembrança que ainda tenho de
ti. Imóvel como esse amor que
nunca deixou de existir.
Imóvel… Tudo continua
imóvel… Exceto você. Você que
saiu andando sem me esperar.
Que passou de várias ligações
por dia para um apenas “Como
é que você está?” no Natal ou
em qualquer outra data destas
que a gente lembra de alguém
que finge gostar só para matar
a saudade, o tédio ou essa
vontade de se matar. Que ainda
tentava ser somente amiga,
mas que mostrava também que
somente pode significar “Quero
mais de você” ou apenas mais
um pouco de sexo casual. Você
que sempre andava com os
mesmos amigos, as mesmas
roupas e as mesmas intenções,
muitas delas boas reconheço,
mais grande parte eram apenas
ilusões. Ilusões de uma vida que
vi se perder aos poucos. Que
triste perceber isso somente
agora. Que triste olhar para
esse cobertor quentinho e
pensar que você também possui
um, mas que não é em nossa
casa e sim em um leito frio de
hospital. Que triste saber que
um dia chega a hora de todo
mundo chegar ao fim. Não me
arrependo de nada que nesta
vida fiz, mas eu gostaria que ela
tivesse um bônus. Que ela
tivesse um segundo tempo. Um
acréscimo para corrigir todos os
erros dos tempos anteriores.
Mas não é assim que as coisas
são. E eu ainda tento te abraçar
forte mas tão forte que sinto a
sua pele macia e cheirosa, mas
logo acordo triste e desiludido
ao perceber que caí no sono aos
braços desse meu cobertor.
Pobre cobertor, você que vê
tudo e sequer pode dizer nada.
Que se entrega de corpo e alma
a qualquer um que de ti se
aproxima e que depois acaba
muitas vezes jogado entre um
canto escuro ou um lugar
afastado. Mas mesmo assim
você permanece quentinho,
aguardando algum carinho. Não
sei mais quem foi o cobertor
desta história, se fui eu
querendo te ter novamente ou
você que tentava se agarrar a
vida como se ela fosse esse
cobertor, mas sei que nesta
noite ao abraçar cada parte do
meu corpo pude sentir o teu e
tive a mais plena certeza de que
estavas dormindo em paz. Boa
noite cobertozinho, que a sua
alma descanse em paz e que o
amor que ainda tenho por ti
aqueça esse meu coração frio,
que tenta esquecer que foi
contigo que sempre achou
abrigo e que nunca mais poderá
desse abrigo se apossar. E
novamente volto a ficar apenas
encolhido embaixo do meu
cobertor e abraçado ao meu
travesseiro como se fosse meu
maior confidente e ombro
amigo. Mas ele realmente
sempre foi meu maior
confidente e ombro amigo, você
sabe. Quando você ia embora,
era com ele que eu chorava e
perguntava aonde não deu
certo. E essa parece que será
mais uma noite onde durmo
chorando… Lembrando da
imensa falta que você faz.
Lembrando que só agora deu
tempo de se despedir.
Lembrando porque não deu
tempo de ficar e lembrando
também que as minhas
despedidas contigo nunca eram
para sempre, só que desta vez
foram. Adeus cobertorzinho,
dorme bem. Um dia eu passo aí
para contigo ficar. E nesse dia
espero que estejas com
bastante tempo livre, pois serei
seu para sempre. Um dia. E até
esse dia chegar eu
permanecerei por aqui, vivendo
meus sonhos de carinho e
expectativas não por você, mas
pela vida que ainda me resta e
com a mais plena certeza de
que um dia ainda vou te
reencontrar.

Pesquisar

Custom Search